A Estratégia do Oceano Azul

Como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante.

Marketing / 08 de OUTUBRO de 2015 / Marco Fontaneti / 5372





PRIMEIRA PARTE DO RESUMO DO LIVRO “A Estratégia do Oceano Azul - Como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante.”, de Renée Mauborgne e W. Chan Kim.

Livro fundamental para entendimento de posicionamento, inovação e estratégia de negócios. Recheado de referências e exemplos práticos, este livro é essencial para quem quer pensar fora da caixa e inovar.

Para um estudo mais aprofundado, com os gráficos das matrizes de valor, os exemplos reais e estudos de caso, RECOMENDO a compra e leitura do livro na íntegra. Vai abrir sua cabeça e te encher de ideias boas para sua empresa.

Mas vou apontar aqui as principais sacadas do livro.

A Estratégia do Oceano Azul

A ideia central do oceano azul é de que, para vencer, as empresas devem parar de competir umas com as outras. Em vez de superar as concorrentes, elas devem tornar a concorrência irrelevante.

Imagine o mercado como sendo composto de dois oceanos. Os oceanos vermelhos e os oceanos azuis.

O oceano vermelho é formado pelos setores já conhecidos e existentes, onde as fronteiras  e as regras são conhecidas e aceitas, onde cada empresa tenta superar suas rivais para abocanhar a maior fatia possível da demanda existente. Com cada vez mais concorrentes, as margens diminuem, os produtos e serviços se transformam em commodities e a briga aumenta, como tubarões lutando por um pedaço de carne, deixando a água vermelha de sangue.

O oceano azul, ao contrário, é formado por espaços de mercado inexplorados ou até mesmo desconhecidos. Nestes espaços a demanda é criada (ou descoberta) pela empresa, há poucos concorrentes, as regras ainda estão indefinidas e o lucro e o crescimento são altos. As águas ainda estão intactas, azuis.

Sempre será importante navegar com sucesso nos oceanos vermelhos, superando os rivais. Esta é uma realidade inevitável no mundo dos negócios.

Mas com a oferta cada vez mais superando a demanda, as empresas precisam ir além da competição no oceano vermelho, elas precisam desbravar novas oportunidades de crescimento e de lucro, criando seus próprios oceanos azuis.

Então, bem-vindo à Estratégia do Oceano Azul !  =)

O impacto da criação de oceanos azuis

Para entender a validade desta ideia, vamos ver alguns números.

Um estudo sobre lançamentos de novos negócios por mais de 100 empresas, demonstrou o seguinte:

86% dos lançamentos foram em oceanos vermelhos, porém estes responderam por somente 62% do aumento da receita e somente por 39% do aumento do lucro. Já os 14% dos lançamentos em oceanos azuis foram responsáveis por 38% do aumento da receita e por 61% do aumento dos lucros.

Legal, né?

Inovação de Valor

A pedra angular da estratégia do oceano azul é a inovação de valor.

Mas o que é inovação de valor? É quando a empresa consegue afetar favoravelmente dois pontos: sua estrutura de custos e sua proposta de valor para os compradores. O resultado é: menor custo para a empresa e maior valor para o comprador.

Em outro texto, vamos explicar melhor a sequência estratégica correta para gerar uma inovação de valor. Por enquanto, devo dizer que, primeiro: menor custo não significa menor preço e, segundo: não será o custo que definirá o preço.

Oceano Vermelho x Oceano Azul

Para entender melhor a diferença entre as duas estratégias, veja este resumo comparativo.

Oceano Vermelho: Competir nos espaços de mercado existentes.
Oceano Azul: Criar espaços de mercado inexplorados.

Oceano Vermelho: Vencer os concorrentes.
Oceano Azul: Tornar a concorrência irrelevante.

Oceano Vermelho: Aproveitar a demanda existente.
Oceano Azul: Criar e capturar a nova demanda.

Oceano Vermelho: Exercer o trade-off valor x custo.
Oceano Azul: Romper o trade-off valor x custo.

Oceano Vermelho: Optar entre diferenciação ou baixo custo.
Oceano Azul: Optar por diferenciação e baixo custo.

Ferramentas e Modelos de Análise

O livro ensina a usar duas ferramentas muito, mas muito interessantes e práticas: a Matriz de Avaliação de Valor e a Matriz das Quatro Ações (eliminar - reduzir - elevar - criar).

Elas são sensacionais e dedicaremos um post somente para falar delas, em breve.

Os 6 Princípios da Estratégia do Oceano Azul

E para finalizar, estes são os seis princípios que devem ser aplicados para criar um oceano azul:

1) Reconstrua as fronteiras do mercado.

2) Concentre-se no panorama geral, não nos números.

3) Vá além da demanda existente.

4) Acerte a sequência estratégica.

5) Supere as principais barreiras organizacionais.

6) Introduza a execução na sua estratégia.

Não detalharei estes princípios agora, também vamos escrever um post só para falar deles, mais tarde.

Vamos ficar por aqui hoje, nesta pequena introdução.

E nos próximos textos, conforme prometi, vamos falar um pouco sobre as ferramentas e modelos de análise (matriz de valor, matriz das 4 ações) e depois sobre a formulação da estratégia em si (a aplicação dos seis princípios).

Até lá!




Gostou? Veja mais artigos da categoria Marketing
ou sobre vendas


Receba os posts por e-mail!

 

Acompanhe as novidades sobre tecnologia e melhorias para seu negócio.





pratza

Especialista em Websites,
desde 2008.

Entre em contato